Skip to content

Pedir estorno no cartão – sua arma secreta de crédito

E quanto tem que pedir estorno? Bom, os cartões de crédito podem abrir inúmeras portas de oportunidades, e muitos até oferecem ótimas recompensas e dinheiro de volta.

Mas os cartões de crédito também podem oferecer uma boa defesa contra vendedores online não confiáveis. No caso de uma disputa com uma loja ou comerciante, ele oferece o melhor carta escondida na manga – o estorno.

Pedir estorno no cartão sua arma secreta de crédito

O que é um estorno no cartão de crédito ?

Se você não recebeu algo que encomendou, se recebeu o item veio errado ou se sente prejudicado por uma transação, um estorno poderá devolver o dinheiro gasto na sua conta quando o comerciante se recusar a fazê-lo.

Para iniciar um pedido de estorno de crédito (chargeback), você pode registrar uma reclamação junto ao emissor, a instituição ou empresa do cartão contra um vendedor ou comerciante online.

Se o emissor do seu cartão considerar que a sua reclamação tem mérito, ele removerá o dinheiro que você pagou da conta do comerciante e o colocará de volta na sua.

Sua empresa de cartão de crédito, em muitos casos, é como um irmão mais velho, ele vai conversar com o valentão que pegou o dinheiro do almoço e o recupera.

Quer saber mais: como funciona o crediário no cartão de crédito


Um estorno é o mesmo que um reembolso ?

Opa! Peraí … pedir estorno não é o mesmo que um reembolso e não deve ser visto como uma alternativa.

Um estorno de cartão de crédito deve ser solicitado apenas quando um vendedor ou comerciante se recusar a devolver seu dinheiro por sua própria vontade.

Se um produto apresentar defeito ou nunca chegar à sua porta, sua primeira parada deve ser nos canais tradicionais – ou seja, no atendimento ao cliente ou no número de telefone do vendedor ou da loja varejista.

Se, depois da tentativa de dialogo, o comerciante ainda assim se recusa a enviar o reembolso legítimo, você poderá envolver o seu banco.

O emissor do seu cartão de crédito deve ter instruções claras para contestar formalmente uma cobrança, com opções que incluem uma ligação telefônica, uma carta escrita ou um formulário online.

Muitas vezes, existem limites de tempo e outros critérios que devem ser atendidos, para que você possa solicitar uma devolução de valore para uma compra feita.


O que qualifica o cliente para pedir estorno de crédito ?

Antes de solicitar estorno, é importante observar que algumas situações se qualificam e outras não. Existem leis do consumidor que determina como as fraudes com cartão de crédito e disputas de cobrança são tratadas.

As leis define várias situações como erros de cobrança, incluindo “bens ou serviços não aceitos pelo devedor ou seu designado ou não entregues ao devedor ou seu designado de acordo com o contrato firmado no momento de uma transação”.

Em outras palavras:

  • Se você solicitar um produto e ele nunca chegou.
  • Se você se recusar a receber a entrega quando fora do prazo.
  • Porque o produto entregue não é o mesmo que você comprou.
  • O produto chegou danificado até o seu endereço.
  • O produto é adulterado ou falsificado.

Tudo isso e mais algumas coisa faz com que você tenha o direito ao seu dinheiro de volta.

Por outro lado, não estar satisfeito com uma compra ou um produto não é um motivo para pedir um estorno de crédito.

O fato é que sua decepção provavelmente o ajudará a obter um reembolso, mas envolver o seu banco em pequenas queixas não é o melhor caminho.

Além disso, os portadores de cartão de crédito que pedem estornos com muita frequência e solicitam devolução de crédito, normalmente terão seus novos pedidos levados menos a sério e podem até ser adiados por meses.

Quer saber mais: Quantos cartões de crédito uma pessoa pode ser titular


Um pedido de estorno pode afetar seu crédito ?

Normalmente, um pedido de estorno não afeta de forma alguma o seu crédito, pontuação ou histórico junto aos bureaus.

O ato de registrar um estorno devido a uma causa legítima de reclamação contra uma empresa não afetará sua pontuação de crédito.

Mas o emissor pode adicionar uma anotação de disputa ao seu relatório de crédito interno, mas essa notação não afeta negativamente o seu crédito.

Também é esperado que você faça p pagamento relacionado a cobrança contestada até que a investigação seja concluída, e pagamentos de cartão em atraso afetam seu score de crédito.

No entanto, se a sua reclamação for ilegítima ou for considerada fraudulenta, seu cartão poderá ser bloqueado ou cancelado por seu emissor de crédito.

Mais um detalhe, as vezes, mesmo que sua cobrança seja totalmente legítima, o banco ou instituição fica do lado do comerciante e, por isso, você terá que pagar os valores devidos normalmente.

Ainda assim, geralmente não há um resultado negativo para sua pontuação de crédito ao simplesmente solicitar ou pedir estorno de crédito.

como os bancos lidam com estornos no cartão de crédito

Como os bancos lidam com estornos no cartão ?

Desde que o emissor do cartão de crédito siga as diretrizes estabelecidas na lei, poderá definir seus próprios procedimentos para lidar com disputas.

Pegue, por exemplo, o prazo em que os titulares do cartão devem entrar em contato com seus emissores, que é definido em no mínimo 60 dias. Algumas instituições podem estender o prazo permitido para contestar uma cobrança, mas não podem ficar abaixo de 60 dias.

Os bancos também podem solicitar documentação para apoiar a reivindicação do titular do cartão, incluindo qualquer documentação que ajude o emissor a informar completamente o comerciante sobre a natureza da disputa.

Portanto, não contestar uma cobrança, a menos que você tenha alguma evidência para fazer credível a sua reivindicação.

Pense em contestar sua cobrança como se estivesse indo a um tribunal.

Se você quiser argumentar contra alguém ou alguma entidade, precisará de evidências sólidas e concretas para que a pessoa seja presa e acusada.

Você precisará de algumas provas que valide a sua disputa para que o emissor do cartão de crédito considere seu caso de estorno.

Por fim, vale ressaltar que alguns bancos podem ir além das diretrizes gerais de resolução de disputas para alcançar a satisfação ideal do cliente.

Alguns podem até fornecer o crédito de cortesia antecipadamente aos seus clientes até que sua disputar seja encerrada, e por incrível que pareça, outros, fazem a devolução como prejuízo ao banco para satisfazer o cliente.

Quer saber mais: vale a pena parcelar sem juros no cartão de crédito?


Como funciona o estorno na Visa ?

Cada empresa de cartão de crédito lida com disputas e problemas de cartão de crédito de uma maneira diferente. A Visa, uma das maiores empresas de cartão de crédito, mudou suas regras e técnicas de estorno em 2018, na esperança de otimizar e acelerar o processo.

A Visa define um estorno como “a reversão do valor do dólar (no todo ou em parte) de uma transação pelo emissor do cartão ao adquirente e, geralmente, pelo banco e pelo comerciante“.

Em um momento, os estornos da Visa levaram mais de um mês e meio para serem resolvidos. No entanto, o processo agora é automatizado, o que significa que clientes e comerciantes não precisam esperar semanas para que o problema seja sanado.

O processo que a Visa segue é basicamente como outras empresas.

Quando um cliente contesta uma cobrança, a Visa solicita informações sobre a transação. Um adquirente pode então encaminhar essas informações para um comerciante, dando ao comerciante a opção de contestar a reclamação do cliente com provas próprias.

O adquirente, em seguida, coleta todas as informações e decide quem é o culpado.

Agora, a Visa lida com essas disputas de uma perspectiva imparcial, em contraste com sua perspectiva anterior como representante do cliente. Os sistemas automatizados da Visa agem de forma imparcial e atribuem responsabilidade a quem julgar responsável.


O que é um estorno de valor no extrato bancário?

Na verdade, estorno de uma valor ou devolução de valores não está relacionado ao ato de contestar uma cobrança por meio de um estorno de crédito.

Um estorno de valor ocorre quando um banco cobra uma taxa ao portador do cartão ou consumidor por causa de um cheque devolvido, uma cobrança indevida, uma transferência mal sucedida ou rejeitada.

Um banco tentará enviar, descontar ou aceitar uma transação de depósito, mas o outro banco se recusa a disponibilizar os fundos ou algum problema foi encontrado no próprio – assinatura por exemplo.

Esses estornos serão exibidos no extrato bancário. Os consumidores que desejam evitar isso, devem revisar regularmente seus extratos bancários e sempre garantir que eles tenham fundos adequados antes de enviar um cheque ou pagamento.


Estornos de crédito como ferramenta do consumidor.

Pedir estorno de crédito no cartão é uma ferramenta poderosa no arsenal do consumidor, chegando ao ponto de até ameaçar um estorno pode assustar os vendedores e comerciantes obscuros a resolverem eles próprios e o mais rápido essas disputas.

Afinal, as empresas podem ser seriamente prejudicadas se forem solicitados muitos estornos (chargeback) consecutivos, até mesmo o banco encerre a conta bancária ou acesso ao serviços de meio-pagamento.

Todo estorno também custa aos comerciantes uma taxa, portanto é compreensível que os comerciantes queiram evitá-los, se possível.

Se o varejista não for prestativo, não hesite em seguir adiante e aproveitar esse aspecto essencial da proteção do consumidor.