Skip to content

Aprenda 7 dicas para ter seu empréstimo aprovado

Como conseguir solicitar e ter um empréstimo pessoal aprovado? É isso que vamos entender nesse artigo. Solicitar um empréstimo pode nas muitas das vezes uma ação um tanto estressante.

Todos nós queremos obter o empréstimo pessoal aprovado logo de primeira, de preferência com a menor taxa de juros possível, com um prazo razoável, e sem custos ocultos e se for sem burocracia e sem consulta melhor ainda.

7 dicas para ter seu empréstimo pessoal aprovado

Empréstimo pessoal aprovado.

Mas para isso, selecionar um bom credor, ou seja um credor certo para o seu perfil e ter todos os documentos e informações corretas são as primeiras e únicas coisas que você deve ter em mente.

Temos ouvido tudo isso de pessoas que são aprovadas no pedido de empréstimo, então pode ser um bom começo.

Essas duas coisas são válidas:

  1. Escolher um credor que seja o ideal para aprovar o seu tipo de pedido de empréstimo.
  2. Manter toda a documentação e informações pessoais corretamente e sem embaraços.

Além disso, dê uma olhada nas dicas a seguir para você ter o seu empréstimo pessoal aprovado rapidamente.

Confira tudo sobre o assunto, continue lendo:


1. Mantenha documentos e dados pessoais atualizada.

A aprovação do empréstimo em geral é muita papelada e assinatura. Não se for feito via Internet Banking, sites online ou em aplicativo de empréstimos.

A primeira: a principal coisa que você deve fazer antes de procurar um credor para obter um empréstimo é manter todos os documentos necessários em ordem, além das suas informações, dados bancários e pessoais.

A segunda: é, faça um pesquisa online sobre a situação do seu CPF para verificar restrições no seu nome.

Verifique online em credores específicos que documentos são necessários para o tipo de empréstimo que você está solicitando ou ligue para o atendimento ao cliente para obter mais os detalhes.

Com os documentos necessários em dia, ter um empréstimo pessoal aprovado fica apenas mais fácil de conseguir, além de ser também mais rápido.

Mais sobre como ser aprovado: confira 5 dicas fáceis de aplicar para melhorar crédito agora.


2. Verifique a situação do CPF e histórico de crédito.

O histórico de crédito é uma das primeiras coisas que os credores verificam ao sancionar um empréstimo pessoal. Se você não pagou algum compromisso financeiro no passado, é provável que haja uma ou mais inscrições no seu nome.

Se isso for constatado, seu empréstimo pessoal talvez não seja aprovado imediatamente – dependendo da modalidade.

— Se houver divergência de dados e informações, você pode ser solicitado para enviar documentos adicionais.

Nessa etapa, verifique se o seu histórico de crédito no passado recente está limpo ou seu nome está sujo.

Posteriormente verifique qual a sua pontuação de crédito no Serasa Experian, No SCPC Boa Vista e SPC Brasil.

A pontuação de crédito fornece uma boa idéia de sua posição e como seria fácil ou não obter a um empréstimo aprovado.

Vale mencionar que mesmo que se você pague suas dívidas e faturas em dia, isso não significa necessariamente que vai ter uma boa pontuação de crédito.

A pontuação de crédito nem Sigmund Freud explica, ela é uma soma total de vários fatores.

Conheça a sua pontuação de crédito para ter certeza antes de solicitar seu empréstimo pessoal.

como ter um empréstimo aprovado em 2020


3. Nunca solicite vários empréstimos ao mesmo tempo.

Seja paciente quando, nunca solicite vários empréstimo em instituições financeiras ao mesmo tempo, o sistema de avaliação usa as mesmas agências de crédito, ela trabalham em um sistema centralizado.

Todos os nossos dados são processados ​​e compartilhados por todas as agências financeiras do país. Até seus registros de pagamento de faturas são verificados quando você solicita um empréstimo pessoal.

Basicamente, sua situação financeira está em questão nesse momento.

— Quando você solicita um empréstimo pessoal com várias instituições, dá a impressão de que está desesperado por dinheiro ou quer trapacear com um ou mais credores.

O mais provável é que uma bandeira vermelha seja levantada e sua solicitação seja negada por risco de crédito.

E você está preso no círculo vicioso de pedidos de crédito, com a pontuação de crédito ruim, nome sujo e de empréstimos negados. Procure um credor que aceite seu pedido de empréstimo nessa condição.

Para esses casos, solicite a modalidade do tipo:

  1. Empréstimo consignado em folha.
  2. Empréstimo pessoal com restrição.
  3. Empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa.
  4. Empréstimo no limite do cheque especial.
  5. Empréstimo pessoal com saque no cartão.

Para quem tem conta bancária: saiba como usar seu cartão de débito como crédito.


4. Não solicite empréstimos pessoal consecutivamente.

Além de não fazer vários pedidos de empréstimo ao mesmo tempo, é importante que você não faça muitos empréstimos pessoais em um curto período de tempo.

Diga-se um ano. Se você fez um empréstimo pessoal nos últimos 6 meses e ainda está pagando sua parcela, o ideal é não solicitar mais outro empréstimo.

Você pode solicitar um refinanciamento ou renovar o empréstimo depois de pagar esse empréstimo em andamento.

Se você precisar de dinheiro rápido, sempre poderá pedir a um membro da família, parente ou amigo. Caso não seja urgente, adie seu pedido de empréstimo, venda alguma coisa que não usa mais.


5. Verifique seu salário ou renda atual combinada.

Os empréstimos pessoais são concedidos com base na sua capacidade de pagamento. Existe uma fórmula para isso. Os credores sabem que você não pode gastar toda sua renda com empréstimos, existe uma porcentagem de comprometimento.

Não é um cenário saudável ter muitas dívidas sendo descontadas do salário.

Além das dívidas gerais, você ainda precisa de dinheiro para viver e administrar sua casa. Em uma situação saudável, suas despesas atuais não devem exceder de 30% a 45% da sua renda mensal.

Caso você inclua seu cônjuge ou familiar, digamos, sua capacidade total de devolução é verificada. E, ao adicionar 2 rendimentos, você aumenta suas chances de obter o empréstimo pessoal aprovado.

Leve em consideração suas obrigações e compromissos financeiros atuais antes de solicitar um novo empréstimo.


6. Relação entre empréstimo garantido e não garantido.

Uma das medidas para ter saúde de crédito é a combinação de empréstimos com garantia e sem garantia.

Empréstimos imobiliário, ou seja à habitação e financiamento de carros são exemplos de empréstimos garantidos, pois você fornece garantias que o credor pode pedir no caso de você deixar de pagar.

O limite de crédito do cartão são como empréstimos pessoais concedidos como não garantidos, pois você não fornece nenhuma garantia contra ele.

Então uma mistura saudável de empréstimos garantidos e não garantidos é boa? Sim, ela ajuda a obter seu novo empréstimo aprovado mais rapidamente.

No entanto, não tenha uma dívida enorme de empréstimos não garantidos antes de solicitar um empréstimo pessoal.

Os credores hesitam, pois duvidam que você pague o dinheiro deles.

Use o cartão corretamente: conheça os 10 lugares para não usar o seu cartão de débito.


7. Nunca oculte ou invente informações.

Entenda que um empréstimo pessoal é um contrato legal e você precisa ser totalmente transparente. Não esconda nenhum detalhe. E nunca crie ou invente informações pessoais inexistentes ao fazer a solicitação do seu empréstimo pessoal.

Qualquer erro nos dados ou mentira, resultaria apenas em um atraso na aprovação do empréstimo. Ou pior, ter o empréstimo negado.

Forneça informações precisas ao credor ou instituição financeira para que o empréstimo pessoal seja aprovado rapidamente.

Se você seguir essas dicas, pode solicitar que seu empréstimo será aprovado sem nenhum burocracia ou atraso.

Caso você tenha alguma dica para nossos leitores, compartilhe-a nos comentários abaixo.